Patrimônio Não-Inventariado no Distrito C

Um dos princípios mais importantes do Distrito C é a valorização e preservação do seu patrimônio histórico:

“defesa do patrimônio histórico, como bem cultural inestimável e insubstituível para o bairro e para a cidade

Conheça mais sobre nossas posições e linhas de ação sobre o  patrimônio histórico no projeto Distrito C na página abaixo:
https://distritocriativo.wordpress.com/patrimonio-historico/

Patrimônio não-inventariado
Muitas casas e prédios antigos não estão listados no INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO CULTURAL DE BENS IMÓVEIS DE PORTO ALEGRE, nos bairros Floresta e Independência. As casas que estão listadas, e são muitas no Distrito C, pelo menos tem preservada a sua fachada e a sua volumetria. Não se trata de uma proteção completa, porque às vezes destroem o interior e só preservam a fachada, mas é alguma proteção, qualquer mudança no imóvel teria que ser aprovada previamente.
Mas muitos imóveis no Distrito C, que não estão no inventario, podem ser derrubados sumariamente. Muitos dos locais no Distrito C, a maioria com certeza, são casas antigas, que foram ocupadas por negócios de economia criativa, do conhecimento e da experiência, e essa é a melhor forma de preservar bens já inventariados, criando novas funções rentáveis. Mas para isso é preciso que os imóveis estejam de pé e em boas condições.
Essas casas e prédios, eventualmente não-inventariados, são o ponto fraco no território, mais sujeitos a desaparecer em poucos dias, antes que exista qualquer possibilidade de defesa, como aconteceu recentemente com um das casas no Distrito C.
comparacao
Como a própria Prefeitura reconhece, pelo patrimônio cultural, “todos somos responsáveis. Proprietários, possuidores, poder público e sociedade como um todo devem zelar pela preservação do meio ambiente e do patrimônio cultural.” (fonte)
Assumindo a sua parte nessa responsabilidade, o Distrito C propõem uma série de iniciativas relativas a bens imóveis não inventariados em seu território.
Segundo a própria Prefeitura, todo cidadão tem o direito de solicitar a preservação de bens culturais:
Qualquer pessoa física ou jurídica ou ente comunitário, proprietário ou não, pode solicitar a preservação de bens culturais localizados na cidade de Porto Alegre. O pedido é feito através de requerimento por intermédio do Protocolo Central do Município. O requerimento deverá conter as seguintes informações: 
• Endereço do bem cultural; 
• Justificativa do pedido esclarecendo a importância da preservação; 
• Nome e endereço do requerente; 
• O requerente deverá fornecer toda documentação possível sobre o bem, tais como dados históricos, plantas e fotografias. Esse material facilitará a análise do pedido, agilizando a avaliação feita pela EPAHC.  (fonte)


Proposta de ação

Fazer a identificação dos bens imóveis não-inventariados no Distrito C. Usaremos a lista de todos os prédios inventariados no Floresta e no Independência.Temos que ter um foco inicial para essa ação e por isso não podemos fazer o levantamento completo dos dois bairros. Nossa proposta prioritária seriam os limites do Distrito C, que podem ser observados aproximadamente na imagem abaixo.
Mapa geral
Isso não impede que qualquer pessoa, em qualquer bairro, verifique se um imóvel está listado ou não e solicite pessoalmente a sua inclusão no inventário municipal.
Caso algum prédio não estiver listado, dependendo do caso, faremos uma primeira pesquisa para saber mais sobre a sua história e se existem argumentos para proteger o prédio. Um imóvel entra no inventário não somente pela sua arquitetura, mas por sua história, por quem morou nesse imóvel, por exemplo.

Essa identificação será de duas formas.

1. Caminhadas coletivas para identificar imóveis não inventariados.

Esses eventos estarão aberto para todos os participantes do Distrito C e quem quiser participar. Vamos andando, checando o que não está inventariado, comparando com a lista. Ao encontrar um imóvel não inventariado, vamos tirar fotos e coletar informações com o atual morador e vizinhos. Os arquitetos que participam do Distrito C e arquitetos de fora estão especialmente convidados.

Os eventos serão criados no facebook.
Primeiro evento: Com. Coruja e São Carlos

2. Qualquer participante do Distrito C, ou mesmo não participante, poderá tirar fotos de um imóvel e mandá-la junto com o endereço exato para o email agenciaurbsnova@gmail.com, para que verifiquemos se está inventariado ou não.

Uma vez identificados os imóveis não-inventariados, vamos realizar uma pesquisa para descobrir se existe algo da história, da memória  ou mesmo da afetividade que permita incluir o imóvel no inventário da cidade.

Um comentário sobre “Patrimônio Não-Inventariado no Distrito C

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s